Aptiv Home - Global Technology Company

Elon Musk debió leer mucha ciencia ficción cuando era pequeño, y como tiene los millones necesarios para hacerlo se embarca en empresas que nos sorprenden, como los autos eléctricos y que se conducen solos, o bien la conquista de Marte, y ahora trabaja en un chip que dejaría oír música

Elon Musk debió leer mucha ciencia ficción cuando era pequeño, y como tiene los millones necesarios para hacerlo se embarca en empresas que nos sorprenden, como los autos eléctricos y que se conducen solos, o bien la conquista de Marte, y ahora trabaja en un chip que dejaría oír música submitted by EnchufeViral to LearnSpanishInReddit [link] [comments]

Sobre marcas e empresas contra discurso de ódio e afins. Pressão,Pose ou Auto Defesa?

Vendo o ultimo caso de uma empresa atuando de forma "punitiva" contra a mulher que atacou moralmente o fiscal de saúde, o agora famoso "Cidadão não, engenheiro civil", parei para refletir sobre a real natureza dessas atitudes por parte de empresas, companhias e marcas nos tempos atuais. Chegando até um interessante nível onde vemos a Coca-Cola tirando suporte do Facebook através da remoção de marketing.
Vejo três opções e embora eu tenha uma visão formada sobre o assunto, colocarei-as aqui de forma não enviesada nesse primeiro momento.
Opção 1: Empresas estão agindo sobre pressão popular ao se colocar contra expoentes desses discursos classistas e odiosos.
Opção 2: Como com qualquer questão "identitaria", empresas estão apenas capitalizando em cima dessa pauta agora em foco.
Opção 3: Empresas estão reagindo ao discurso atual para se blindarem contra avanços que podem ser direcionados a elas.
Entendendo isso, existe alguma possibilidade, dado que opção 1 e 3 sejam as mais prováveis, de que possamos usar o momentum desses acontecimentos para criar mudanças na estrutura capitalista? Uma vez que uma mudança radical ainda é improvável? Algo como, um meio-meio termo, que embora insuficiente no longo prazo, possa ser útil no combate a ideologia fascista no momento presente?
Ou dado que opção 2 seja a mais provável, de qual maneira podemos agir para impedir que as marcas que capitalizam em cima de movimentos sociais sejam botadas não como "aliadas" mas como parte do mesmo inimigo comum que conhecemos no mundo como capitalismo?
Gostaria de abrir um debate sobre isso.
submitted by Kapa51 to BrasildoB [link] [comments]

Ni autos ni empresas… y sigue el aire sucio. “Las emisiones del complejo de Tula son verdaderamente peligrosas para las comunidades aledañas y la Ciudad de México.

Ni autos ni empresas… y sigue el aire sucio. “Las emisiones del complejo de Tula son verdaderamente peligrosas para las comunidades aledañas y la Ciudad de México. submitted by MexWevC to Mexico_News [link] [comments]

Como classificar sua empresa local usando o Google Drivehttps://www.smartseller.com.br/wp-content/uploads/2020/05/WAYMO-Versus-UBER-LYFT-Quanto-custa.1&ixid=eyJhcHBfaWQiOjEyMDd9&auto=format&fit=crop&w=1400&q=80.jpeg{content_full

Como classificar sua empresa local usando o Google Drivehttps://www.smartseller.com.bwp-content/uploads/2020/05/WAYMO-Versus-UBER-LYFT-Quanto-custa.1&ixid=eyJhcHBfaWQiOjEyMDd9&auto=format&fit=crop&w=1400&q=80.jpeg{content_full submitted by SmartSellerSolutions to u/SmartSellerSolutions [link] [comments]

Empresa de car-sharing desembarcará en Uruguay con 71 autos eléctricos

Empresa de car-sharing desembarcará en Uruguay con 71 autos eléctricos submitted by urymasa1970 to uruguay [link] [comments]

Previdência: 100 maiores inadimplentes devem R$ 50 bi

DÍVIDA ATIVA DA UNIÃO
100 MAIORES DEVEDORES PREVIDENCIÁRIOS
Fonte: DW/PGFN e INFORMAR; Extração em 23/02/2017

https://jota.info/justica/previdencia-100-maiores-inadimplentes-devem-r-50-bi-15032017
http://d2f17dr7ourrh3.cloudfront.net/wp-content/uploads/2017/03/100-Maiores-Devedores-Previdenci%C3%A1rios-3.pdf

Posição CPF/CNPJ Raiz Razão Social TOTAL DÍVIDA PREVIDENCIÁRIA
1 92.772.821 S.A. (VIACAO AEREA RIO-GRANDENSE) - FALIDA R$ 4.007.723.860,94
2 02.916.265 JBS S/A R$ 2.339.921.534,56
3 60.703.923 VIACAO AEREA SAO PAULO S A R$ 1.911.569.998,14
4 88.332.580 ASSOCIACAO EDUCACIONAL LUTERANA DO BRASIL - A R$ 1.859.887.286,39
5 60.872.173 TRANSBRASIL SA LINHAS AEREAS R$ 1.312.778.928,24
6 00.360.305 CAIXA ECONOMICA FEDERAL R$ 1.235.028.484,13
7 03.853.896 MARFRIG GLOBAL FOODS S.A. R$ 1.149.774.636,15
8 00.000.000 BANCO DO BRASIL SA R$ 1.136.963.128,18
9 00.309.542 INSTITUTO CANDANGO DE SOLIDARIEDADE R$ 845.556.508,17
10 60.498.417 SAO PAULO TRANSPORTE S.A. R$ 816.249.669,99
11 60.967.551 INSTITUTO PRESBITERIANO MACKENZIE R$ 783.788.847,83
12 92.773.142 ASSOCIACAO SULINA DE CREDITO E ASSISTENCIA RU R$ 770.501.325,77
13 82.636.986 TEKA TECELAGEM KUEHNRICH SA - EM RECUPERACAO R$ 763.508.588,51
14 88.648.761 FUNDACAO UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL R$ 742.300.253,30
15 06.845.747 AGUAS E ESGOTOS DO PIAUI SA R$ 722.498.185,93
16 60.499.605 SIFCO SA R$ 707.970.977,73
17 60.746.948 BANDO BRADESCO R$ 674.931.260,19
18 01.243.305 DIPLOMATA S/A INDUSTRIAL E COMERCIAL R$ 630.878.190,61
19 50.109.271 DEDINI S/A INDUSTRIAS DE BASE EM RECUPERACAO R$ 626.825.307,00
20 46.395.000 MUNICIPIO DE SAO PAULO - PREFEITURA MUNICIPAL R$ 610.738.435,49
21 06.274.757 COMPANHIA DE SANEAMENTO AMBIENTAL DO MARANHAO R$ 597.533.786,91
22 33.592.510 VALE S.A. R$ 596.763.723,14
23 76.080.738 EUCATUR-EMPRESA UNIAO CASCAVEL DE TRANSPORTES R$ 593.795.223,67
24 25.068.875 FRIGORIFICO MARGEN LTDA R$ 572.457.617,91
25 52.311.289 MARCHESAN IMPLEMENTOS E MAQUINAS AGRICOLAS TA R$ 537.874.218,91
26 46.761.730 SMAR EQUIPAMENTOS INDUSTRIAIS LTDA EM RECUPERACAO JUDIC R$ 516.672.143,77
27 01.556.141 ENCOL S/A ENGENHARIA COMERCIO E INDUSTRIA R$ 496.896.660,89
28 50.747.732 GAZETA MERCANTIL S/A R$ 489.296.954,61
29 12.274.379 LAGINHA AGRO INDUSTRIAL S/A R$ 477.052.806,27
30 05.914.254 COMPANHIA DE AGUAS E ESGOTOS DE RONDONIA CAER R$ 475.890.203,32
31 60.409.877 PIRES SERVICOS DE SEGURANCA E TRANSPORTES DE R$ 472.056.213,54
32 56.991.904 EMPRESA SAO LUIZ VIACAO LTDA R$ 470.012.830,83
33 76.590.249 SET SOCIEDADE EDUCACIONAL TUIUTI LTDA R$ 455.035.245,56
34 34.028.316 EMPRESA BRASILEIRA DE CORREIOS E TELEGRAFOS R$ 443.389.782,39
35 25.100.223 RODOVIARIO RAMOS LTDA R$ 440.084.145,64
36 04.945.341 COMPANHIA DE SANEAMENTO DO PARA R$ 430.541.915,80
37 92.829.100 INSTITUTO DE PREVIDENCIA DO ESTADO DO RIO GRA R$ 430.330.630,77
38 01.597.168 TINTO HOLDING LTDA R$ 426.194.713,93
39 14.807.945 SANSUY S/A INDUSTRIA DE PLASTICOS EM RECUPERA R$ 426.145.628,73
40 00.091.702 VIPLAN VIACAO PLANALTO LIMITADA R$ 419.070.256,95
41 92.956.077 FUNDACAO DE ATEND SOCIO-EDUCATIVO DO RIO GRAN R$ 406.348.740,92
42 05.058.458 MUNICIPIO DE BARCARENA - PREFEITURA MUNICIPAL R$ 398.553.879,00
43 00.065.201 FUND. EDUCAC. DO DISTRITO FEDERAL - EM EXTINC R$ 390.195.195,92
44 30.506.919 EBID EDITORA PAGINAS AMARELAS LTDA R$ 383.860.568,15
45 46.020.301 SOCIEDADE CAMPINEIRA DE EDUCACAO E INSTRUCAO R$ 380.653.144,07
46 59.104.422 VOLKSWAGEN DO BRASIL INDUSTRIA DE VEICULOS AU R$ 377.605.681,54
47 86.445.293 FUNDACAO UNIVERSIDADE DO SUL DE SANTA CATARIN R$ 365.661.453,42
48 61.488.102 EMPRESA AUTO ONIBUS PENHA SAO MIGUEL LIMITADA R$ 360.483.204,51
49 27.184.936 CBE COMPANHIA BRASILEIRA DE EQUIPAMENTO R$ 357.164.972,64
50 08.402.620 EIT EMPRESA INDUSTRIAL TECNICA SA R$ 351.616.018,07
51 43.642.727 TELECOMUNICACOES DE SAO PAULO SA R$ 344.335.803,93
52 27.175.975 VIACAO ITAPEMIRIM S.A. R$ 343.823.189,45
53 30.664.064 TV MANCHETE LTDA R$ 338.781.856,26
54 88.610.191 MUNDIAL S.A. - PRODUTOS DE CONSUMO R$ 336.915.953,93
55 84.683.879 MASSA FALIDA DE BUSSCAR ONIBUS S.A. R$ 336.790.396,72
56 04.654.447 VOGES METALURGIA LTDA R$ 325.969.588,83
57 61.080.313 COBRASMA S A R$ 321.958.615,93
58 15.009.178 USINAS ITAMARATI S/A R$ 319.323.274,91
59 15.208.341 UNIVERSIDADE CATOLICA DO SALVADOR R$ 318.905.150,53
60 30.834.196 ASSOCIACAO DE ENSINO SUPERIOR DE NOVA IGUACU R$ 314.048.492,58
61 57.014.854 VIACAO BOLA BRANCA LTDA R$ 311.413.396,90
62 82.951.328 SECRETARIA DE ESTADO DA EDUCACAO R$ 311.362.260,22
63 33.437.435 SATA SERVICOS AUXILIARES DE TRANSPORTE AEREO R$ 304.756.955,16
64 88.302.328 VIACAO CANOENSE S A R$ 288.802.205,58
65 66.495.110 FACULDADE DE MEDICINA DE MARILIA E OUTRO R$ 287.961.687,43
66 04.365.326 MUNICIPIO DE MANAUS - PREFEITURA MUNICIPAL R$ 287.726.507,01
67 28.549.483 MUNICIPIO DE CABO FRIO - PREFEITURA R$ 283.997.775,19
68 26.989.350 FUNDACAO NACIONAL DE SAUDE R$ 280.412.599,26
69 92.015.064 SEMEATO SA INDUSTRIA E COMERCIO R$ 277.875.451,84
70 33.330.564 JORNAL DO BRASIL S A R$ 276.398.565,84
71 61.472.676 BANCO SANTANDER BRASIL S/A R$ 269.793.531,72
72 04.312.369 ESTADO DO AMAZONAS GOVERNO DO ESTADO R$ 261.445.408,02
73 61.541.645 EMPRESA AUTO VIACAO TABOAO LTDA - ME R$ 258.984.448,48
74 92.749.217 ZIVI SA CUTELARIA R$ 258.768.499,67
75 52.562.758 ORGANIZACAO MOGIANA DE EDUCACAO E CULTURA SOC R$ 253.528.294,08
76 07.886.757 AUTARQUIA DE URBANISMO E PAISAGISMO DE FORTAL R$ 250.641.195,89
77 33.540.014 UERJ UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO R$ 250.286.538,12
78 45.992.724 RAPIDO LUXO CAMPINAS LTDA R$ 246.947.127,96
79 55.983.670 ASSOCIACAO DE ENSINO DE RIBEIRAO PRETO R$ 245.497.631,04
80 33.016.494 JOLIMODE ROUPAS S A R$ 245.064.512,53
81 44.351.146 INSTITUTO METODISTA DE ENSINO SUPERIOR R$ 238.749.967,65
82 17.162.082 MENDES JUNIOR ENGENHARIA S.A R$ 238.530.811,24
83 45.353.547 USINA SANTA RITA S A ACUCAR E ALCOOL R$ 237.863.507,69
84 00.418.160 COMPANHIA DE URBANIZACAO DE GOIANIA - COMURG R$ 237.832.403,40
85 00.394.577 ESTADO DO AMAPA - GOVERNO DO ESTADO R$ 234.101.157,10
86 02.613.026 FOBOS PARTICIPACOES LTDA R$ 233.620.612,16
87 10.847.721 UNIVERSIDADE CATOLICA DE PERNAMBUCO R$ 233.140.749,94
88 01.036.755 VIACAO ANAPOLINA LTDA R$ 220.933.834,55
89 62.960.646 ASSOCIACAO DE EDUCACAO E ASSISTENCIA SOCIAL S R$ 220.407.966,25
90 02.414.858 VALE VERDE EMPREENDIMENTOS AGRICOLAS LTDA EM R$ 218.897.953,39
91 62.576.459 ESTRELA AZUL - SERVICOS DE VIGILANCIA E SEGUR R$ 217.461.375,17
92 00.019.703 VIACAO PLANETA LTDA R$ 217.330.524,39
93 44.995.595 ACUMULADORES AJAX LTDA. R$ 217.067.172,90
94 51.885.242 MUNICIPIO DE CAMPINAS - PREFEITURA MUNICIPAL R$ 216.846.930,56
95 72.111.321 ITAIQUARA ALIMENTOS S.A. R$ 216.706.383,00
96 12.275.715 SA LEAO IRMAOS ACUCAR E ALCOOL R$ 214.793.593,32
97 31.608.763 FUNDACAO DE APOIO A ESCOLA TECNICA DO ESTADO R$ 214.255.390,18
98 08.778.250 ESTADO DA PARAIBA / SECRETARIA DA EDUCACAO E R$ 213.974.934,55
99 59.121.103 PRO.TE.CO INDUSTRIAL S/A R$ 209.070.754,08
100 52.850.393 ITALO LANFREDI SA INDUSTRIAS MECANICAS R$ 208.578.457,60
- TOTAL R$ 50.401.314.363,16
submitted by KaXaSA to brasil [link] [comments]

Acepta hijo de Napito tener empresas y autos

Acepta hijo de Napito tener empresas y autos submitted by MexWevC to Mexico_News [link] [comments]

Le cortaron la luz y, como protesta, incrustó su auto en las oficinas de la empresa

Le cortaron la luz y, como protesta, incrustó su auto en las oficinas de la empresa submitted by voy_conlag_mental to argentina [link] [comments]

Renault suspendió a 1.500 operarios y paralizó su producción | Autos, Empresas, Negocios, Gremios, Renault

submitted by peter_pony to argentina [link] [comments]

Recomendación de lugares y empresa de renta de auto en bacalar

Hola,
Mi esposa y yo viajaremos a Bacalar en unas semanas y queremos conocer los lugares cercanos que pudieran ser de interes (recomendaciones, bienvenidas).
Para ello, necesitamos un coche para poder movernos y me gustaría saber si recomiendan alguna empresa en particular en bacalar o chetumal. Cabe señalar, que llegamos a chetumal y despues nos movemos a bacalar que es donde tenemos el hospedaje.
gracias totales
submitted by robertTargaryen to mexico [link] [comments]

Empresas ofrecerán más autos eléctricos en el Ecuador

Empresas ofrecerán más autos eléctricos en el Ecuador submitted by spastorm20 to EcuadorNoticias [link] [comments]

U wot m8? Estórias de um gajo que se mudou para o UK [Capítulo 2: Que se lixe isto, vou comprar um carro]

Olá amigos. Hoje vamos falar de carros, um assunto que me é muito querido.

Take-Aways Principais

Driving is love, driving is life

Quando tinha 14 anos os meus pais deram-me uma motinha de 50cc velhinha. Tinha dezenas de milhares de quilómetros, estava a precisar de algum trabalho, gastava muita (MUITA) gasolina, mas era minha. A partir desse dia tornei-me independente: tinha a possibilidade de ir onde quisesse, quando quisesse. Toda a cidade passou a estar acessível no espaço de minutos e não horas, e as aldeias envolventes em "meias horas" e não horas. Deixei de ter que pedir para que me levassem aos sítios, passei a ir quando queria ou precisava. Com algum dinheiro da mesada podia ir saindo com os amigos e começando a ter uma vida mais "adulta". Pouco tempo depois, ainda por volta dos 14, aprendi a conduzir carros também (em estradas privadas, claro).
O valor desta transição é absolutamente imensurável no desenvolvimento de um miúdo. Passa a haver responsabilidade. Quando tinha acidentes, o que acontece de certeza, a culpa era minha e havia consequências. O corpo doía, a mota aparecia riscada e a precisar de reparações, e o que não conseguisse fazer eu tinha que encontrar forma de pagar. Os vizinhos queixavam-se do barulho. Quando chovia chovia-me em cima, e quando fazia frio de manhã a mota não queria pegar. Mas! Quando queria ir ao Continente comprar doces podia ir, quando queria ir visitar o meu pai não tinha que pedir boleia a ninguém, e por aí fora.
A experiência de começar a conduzir muito cedo, particularmente no ambiente "controlado" de uma cidade pequena, serve também para desenvolver algum instinto (à falta de melhor expressão) para a condução, nomeadamente para as duas partes fundamentais que as constituem:
Eu não sei como tem sido ultimamente, mas o processo de obter a licença dos 14 anos há quase 20 anos atrás era ridiculamente simples. Eu sinto que isso não é necessariamente mau, pois reduz a barreira de entrada à condução numa altura em que ainda é possível ganhar aquele "jeito" para a condução sem se tornar uma coisa estrangeira e forçada. Tudo somado, foi facilmente uma das experiências que mais serviram para me fazer crescer naquela altura, e algo que pretendo certamente incutir em infelizes filhos que alguma vez venha a ter.
Quando fiz 18 anos deram-me um carro (muito) velhinho para as minhas voltinhas em Coimbra, para onde iria estudar. Mais uma vez, é um privilégio: era muito velhinho, o seguro era baratinho e o imposto também, mas mesmo assim nem toda a gente conseguia ter o seu próprio carro. Por ter carro nunca precisei de usar os autocarros muito regularmente, o que me permitiu poupar noutras coisas: podia fazer as minhas próprias mudanças quando mudava de casa, podia participar em actividades extra-aulas com mais facilidade, etc etc. Fui quase sempre designated driver, mas sempre foi uma responsabilidade que aceitei com muito gosto: é bom de ter a oportunidade de levar os meus amigos a casa em segurança no fim de uma noite de castanhada. Se eu próprio quisesse participar na castanhada, a Maria normalmente voluntariava-se para trazer o carro para casa.
Ter um carro velho, sem modernices como sensores (ahah), GPS, rádio (exacto), direcção assistida ou ABS, permitiu-me fazer certas coisas. Com a liberdade de experimentar, pude tentar fazer várias reparações eu próprio; notavelmente, o disco de embraiagem que neste momento está nesse carro, que ainda anda, fui eu que o coloquei lá. Pude também fazer uso de alguns baldios que há em Coimbra e arredores para aprender a controlar o carro em situações mais extremas; uma espécie de curso de condução em condições adversas do homem pobre. O que é que acontece se tiver que fazer uma travagem de emergência em piso escorregadio? Como compensar a falta de ABS caso as rodas tranquem? E se a traseira deslizar?
Conduzir, para mim, não é um privilégio nem uma mania nem um capricho. É uma das pedras basilares da forma como lido com o dia-a-dia, uma forma inalienável de independência. O transporte pessoal é uma extensão do meu corpo e conduzir é um escape muito, muito importante.

Viver no campo sem carro

Durante os primeiros 6 meses que passei no UK tive que viver sem transporte próprio; apenas conduzi carros alugados por curtos períodos para ver casas ou fazer mudanças. Usei esses meses para me ambientar, deixar passar o primeiro inverno, estabelecer-me no trabalho e tratar de todas aquelas burocracias que discutimos no capítulo anterior. Aguentei todo esse tempo graças ao facto de a empresa para quem trabalho oferecer um serviço de shuttles para funcionários, que liga o campus às cidades e vilas mais próximas, numa das quais eu vivo. Isto permitiu-me não me preocupar com transportes para o trabalho durante meses, o que foi uma benesse incrível.
Estes primeiros meses foram de adaptação, de exploração e de cometer erros parvos. De aprender a perceber os Ingleses, como se comportam nas coisas mais básicas, e de me tentar misturar com eles com sucesso. Eu optei por viver no campo (i.e. significativamente fora das cidades grandes aqui à volta) por várias razões:
Tirando as viagens casa-trabalho-casa, a minha mobilidade estava muito reduzida. Ir a qualquer lado envolvia caminhar uma distância suficientemente grande para me chatear, no mínimo até à estação dos comboios e depois outro tanto onde quer que fosse. Ir às compras era um pau no cu porque tinha que as arrastar pelo monte acima até casa, pelo menos até descobrir que os supermercados entregam em casa por um preço muito muito razoável.
E depois há a rede de transportes. Eu adoro andar de comboio, mas infelizmente aqui é impossível. Nós somos dois, e ir à cidade mais próxima custa-me, pelo menos, umas 20 libras em bilhetes de comboio. Para comparação, demoro uns 25min a chegar lá de carro (mais ou menos o mesmo) e gasto talvez 2 ou 3 libras de combustível. Já para não falar no congestionamento a certas horas, em que não só os bilhetes são estupidamente mais caros, como temos que fazer a viagem toda em pé. Viagens grandes então nem se fala! Eu quero ir à Escócia ver se encontro a Nessie, e a viagem de comboio para 2 pessoas, ida e volta, ia-me custar facilmente 1000£!! Os comboios em si são espectaculares; fazem os nossos velhinhos Intercidades parecer ainda mais velhos e merdosos do que são mesmo.
Aos autocarros aplicam-se comentários semelhantes, com algumas agravantes. Não só são caros como tendem a não andar a horas, são populados com as pessoas mais nojentas que se consiga imaginar, e devem ser limpos à saída da fábrica e nunca mais.
Se calhar sou eu que sou maniento, se calhar acham que sou um snob mal habituado que anda de cu tremido desde cachopo, se calhar acham que devia era viver uns anos sem carro para ver o que é bom. Eu cá acho que paguei as minhas favas e agora mereço andar de carro até me doerem os joellhos. Eu antes quero poder ter carro e viver deslocado da cidade, do que viver no centro e andar no meio do magote enfiado em autocarros bolorentos e metros a cheirar a mijo. São escolhas. Não vejo grande apelo na "vida cultural" da cidade, da qual até posso desfrutar pegando no carrito e indo lá ver o que é o quê.

Comprar um carro

Um dia destes, com a conta do banco recheada de dinheiro de devolução de impostos, decidi que estava na hora de comprar um carro. Andei a ver carros novos e usados, e decidi que o hot hatch era para mim. Algo na vizinhança das 20000 libras, 10 pagas à entrada e outras 10 pagas em prestações durante uns 3 anos. Parecia-me razoável, estava bem dentro dos limites do que podia pagar e não me impedia de ir chegando aos meus objectivos de poupança.
Marquei um test drive e apanhei um comboio até ao stand. Chegado lá, aproveitei para fazer todas as perguntas e mais alguma ao vendedor, entre as quais como funcionaria o financiamento. Aí ele entregou as más notícias: com menos de 3 anos de residência, é virtualmente impossível conseguir financiamento para um carro, muito menos naqueles valores. Chateei-me, chamei um taxi e fui-me embora sem muito mais conversa. Fiquei fodido. Ainda verifiquei junto do meu banco com esperança da que eles, sabendo quanto ganho, etc, fizessem um jeitinho. Os valores a que me podia candidatar era muito mais baixos do que alguma vez funcionariam, por isso desisti do financiamento. Pela primeira vez na minha vida, ia comprar um carro a pronto.
Passei umas semanas a estudar melhor o mercado de usados. Andei a ver no autotrader [1], aparentemente o site mais popular de anúncios de carros. A primeira coisa em que reparei foi o quão mais baratos os carros são aqui que em Portugal. Eu sempre achei os carros usados caríssimos em Portugal, mas isto trouxe à luz o quão roubado o tuga médio é quando compra um carro. Para terem uma ideia, um familiar meu tinha comprado um carro por 5000€ (valor ajustado ao mercado) pouco antes de me mudar para cá. O mesmo carro, mesmo ano, mesmo trim level, com menos quilómetros, aqui custava 750£. Telefonei-lhe a gozar com ele, foi incrível.
Então decidi que o meu orçamento seria os tais 10k que pretendia originalmente dar como entrada. Deixei de parte a ideia do hot hatch para poder comprar algo mais recente, pois queria um carro com 2 ou 3 anos no máximo. Este limite não era tanto por cagança, mas porque queria apostar mais na fiabilidade do que noutros aspectos. Um carro mais novo, com menos quilómetros, tem uma probabilidade menor de me dar problemas no início, o que me compra tempo para conhecer o panorama de oficinas aqui à volta, o que esperar do seguro, etc. Pequeno, novo, simples, fiável; fui à caça
Há um conjunto de coisas a ter em atenção quando se procurar um carro usado:
Curiosamente, acabei por comprar o meu carro no mesmo stand onde fui antes, ao mesmo vendedor que me tinha entregue a triste notícia sobre o financiamento. Ele ficou impressionado por me ver de volta, mas a vida tem dessas coisas. Apenas fiz um test drive, e comprei imediatamente o carro. Pode parecer precipitado, mas:
bom negócio. Um bocadinho acima do valor de mercado segudo o autotrader, mas nada de muito preocupante.
Ficou marcado ir levantar o carro dali a 2 dias, e entretanto teria de tratar do seguro. Eu já tinha feito algumas simulações de seguros, portanto sabia o que esperar, mas mesmo assim achei caro: quase 1000£ ano para o seguro de um carro pequeno. Entretanto tenho explorado melhor o assunto, e parece que o mercado de seguros no UK sofre de graves problemas:
Para tornar o sistema verdadeiramente insultuoso, há seguradoras que oferecem potenciais descontos se instalarmos no carro um tracker da sua eleição [4]. Ou seja: cobram o que quiserem e ainda querem saber onde ando e a que velocidade ando, e se eu conduzir "bem" segundo lá os critérios deles, fazem-me um desconto; se não gostarem da minha condução sobem-me o preço. Naturalmente, mandei-os passear e paguei mais por um seguro sem tracker. Honestamente, acho a mera proposta de me deixar espiar por um potencial desconto no seguro nojenta: é o reflexo de um sistema profundamente partido. Ninguém diz a um português o que é conduzir "bem", caralho.
O seguro do carro trata-se todo online, o que para mim é muito estranho, e até se pode verificar online se o carro tem seguro [5]. Os comparadores de preços [6] são nosso amigos, mas cuidado com eles por vezes; já li casos de pessoas que tiveram apólices canceladas por tentarem muitas comparações com detalhes ligeiramente diferentes (infelizmente não encontrei uma ref para esta, mas penso que foi no /LegalAdviceUK). Correndo o risco de me repetir, o sistema de seguros auto aqui está profundamente desregulado e a precisar de alguém com tomates para o resolver. Certamente não será o BoJo.
No dia em que levantei o carro:
Dias depois recebi o novo V5C em meu nome. O V5C é uma espécie de livrete, ou "documento único" se formos modernos, mas ao contrário do livrete nunca deve andar no carro pois é muito fácil transferir o V5C para outro nome sem intervenção do dono anterior. Mais curiosamente ainda, o V5C não prova propriedade do carro, apenas quem é o "registered keeper" dele. Por outras palavras, a minha única forma de demonstrar que sou dono do carro é a factura que me deram quando o comprei. Neat.
Sentei-me no carrito, carreguei no botão para arrancar o motor pensando "que modernice", e ele lá acordou. Curiosamente, só nesta altura é que me ocorreu: se calhar não era uma má ideia ir ler sobre as regras da estrada aqui. Sorte a minha, o governo tem a totalidade do Highway Code [8] disponível no site, e tenho-o lido aos bocadinhos. Mais sobre isso no próximo capítulo.
Curiosamente, não é preciso termos connosco nenhuma documentação quando conduzimos [9]. Os Ingleses têm uma abordagem diferente da nossa no que toca à documentação; é tudo guardado em bases de dados do governo, e eles só precisam de verificar a matrícula contra a base de dados para saber se está tudo bem. O condutor apenas precisa de ter a carta de condução, e alguma identificação por conveniência. Eu pessoalmente costumo ter o cartão de cidadão e a carta de condução. Idealmente teria o passaporte, mas evito andar com o passaporte no bolso, e o cartão de cidadão deve ser mais do que suficiente como identificação até no mundo pós-brexit. Na realidade penso que a carta de condução por si chegaria, mas mais vale estar seguro né?
Virei proprietário do meu próprio veículo! Mais um, porque nunca vendi o bolinhas que está em Portugal.

Conclusão

Tenho que confessar que estou impressionado pela positiva com a experiência que foi comprar um carro no UK. O processo foi muito mais simples do que esperava, e praticamente tudo se tratou no stand na hora da compra. Até o seguro podia ter ficado logo resolvido, mas eu preferi fazer em casa com mais algum controlo sobre isso. Nota-se que é um sistema muito mais polido que em Portugal, pelo menos na minha experiência.
A minha relação próxima com a condução começa a entrar, infelizmente, em rota de colisão com o status quo: vivemos num mundo que cada vez menos suporta o transporte individual. Há gente a mais no mundo, e há carros a mais no mundo, há fumo a mais no mundo. Na realidade, há "a mais no mundo" de quase tudo o que é mau, pessoas incluídas. Sinto que esta minha necessidade de conduzir vai brevemente bater de frente contra a necessidade global de cortar no transporte individual a favor de transportes colectivos. Até lá, vou aproveitar as espectaculares estradas de campo aqui à volta, particularmente a horas em que não estejam completamente congestionadas. Fiquem de olho, o próximo capítulo vai falar sobre a experiência que é conduzir no UK, e como é que difere do que eu esperava.
Desta feita apontei para um post mais curto que o anterior, que essencialmente parte este assunto em dois: este primeiro cobre o processo de como (e porquê) comprei o carro, e o seguinte vai cobrir a experiência de conduzir em si. Notei que o engagement no capítulo 1 foi menor que nos posts anteriores, e suspeito que ler uma epopeia tão longa não ajuda; digam-me nos comments se tenho razão.
Abraços, e obrigado por virem à minha TED talk.

Referências

Capítulos Anteriores

submitted by UninformedImmigrant to portugal [link] [comments]

Kavak cierra su tercera ronda de capital y se convierte en el primer "unicornio" mexicano

submitted by adanchalino to mexico [link] [comments]

En la película "Nosotros Los Nobles", la idea de una app para que te llevaran la gasolina a tu auto se manejó como una estupidez. La empresa Booster Fuels lo hizo realidad en EUA

submitted by IngenieroFurioso to mexico [link] [comments]

Empresas de componentes auto temem saída da Autoeuropa de Portugal

Empresas de componentes auto temem saída da Autoeuropa de Portugal submitted by BugaTuga to portugal [link] [comments]

Tito, el mini auto eléctrico que promete ser el más barato del país y que ya arman en San Luis

Tito, el mini auto eléctrico que promete ser el más barato del país y que ya arman en San Luis submitted by juanml82 to argentina [link] [comments]

Fierro en la autopista - ruta 9 a Campana - autopistas del sol. ¿Puedo reclamar el monto del arreglo?

Fierro en la autopista - ruta 9 a Campana - autopistas del sol. ¿Puedo reclamar el monto del arreglo?
El sábado me comí un bruto fierro en la ruta 9 camino a campana. Se puede reclamar a la autopista el monto del arreglo? Tengo vídeo, porque tengo cámara (dashcam) en el auto...
El daño
El Fierro
submitted by aberas to DerechoGenial [link] [comments]

Tengo una oportunidad de trabajo en Ensenada, antes de tomar una decisión quisiera saber un poco mas del lugar :)

Hola buen día. Me ofrecieron trabajo en Ensenada, soy desarrollador de software. Pero antes de aceptar el trabajo quisiera saber como es la vida en Ensenada.
Que tan caro es una renta? en una zona no tan mala.
Que tan caro es la comida?
Como esta la seguridad? Se que en todos los lugares hay lugares buenos y malos.
Es difícil encontrar empleo para el área de IT?
En general su experiencia viviendo en Ensenada ♥️
Les comento soy de Guadalajara y me movería con mi esposa, ella tendría que renunciar a su actual trabajo.
Espero me puedan ayudar y contar sus experiencias. Saludos! Gracias!
submitted by Sower1323 to ensenada [link] [comments]

Resumen Semanal de Noticias IV

Hola, cómo andan? Acá está el Resumen de Noticias de esta semana. Gracias a todos por el buen recibimiento, y todos los comentarios, awards y cafecitos (que es la forma en la que nos están haciendo donaciones)
Si *muchoTexto, acá les dejo el link al video de youtube y acá están los links con las fuentes.
Un sólo anuncio más antes de empezar. Intentamos hacer el resumen lo menos opinado posible, pero por otro lado tambien nos gustaria hacer un video hablando un poco de las noticias mas importantes, por eso estamos pensando en un podcast, la idea es ir invitando a gente de reddit quieran participar, así que si alguno quiere hacerlo, nos avisan en los comentarios.
Empezamos por el DOMINGO y nos damos cuenta que viejas que quedaron esas noticias**:**
Llega el LUNES y empiezan las noticias fuertes:
Pasamos al MARTES, el día que nos dio la noticia con mayor intensidad de la semana, pero vamos de a poco que no todo se trata de dólares en la vida:
Llega el MIÉRCOLES y si el martes habíamos tenido las noticias más impactantes, este día tendríamos la más grave institucionalmente hablando:
El JUEVES, para Argentina, fue tranquilo:
Llega el VIERNES y con él el descanso:
Finalizamos este resumen semanal con los datos nacionales de la pandemia:
Si llegaron hasta acá, un millón de gracias, recuerden que cualquier comentario es recibido para mejorar y hacer un producto que les guste tanto a ustedes como a nosotros. Todo es bienvenido, desde donaciones millonarias en cafecitos hasta upvotes.
Gracias!
submitted by guillepaez to argentina [link] [comments]

Pininfarina la empresa que diseña los Ferrari, esta preparando su auto eléctrico de 2 millones de dolares

Pininfarina la empresa que diseña los Ferrari, esta preparando su auto eléctrico de 2 millones de dolares submitted by HDTecnologiaAutoPost to HDTecnologia [link] [comments]

Resumen de Noticias Semanal I

Buenas, ya van varias semanas (o meses en realidad) que creo que los acontecimientos en nuestro país tienen una intensidad mayor a la normal, incluso a la soportable.
Por eso es que decidí hacer este resumen semanal, anotando sólo aquellas noticias que me hicieron pensar, esto no no puede ser cierto. Una de las cosas que me llamó más la atención fue que al releer los titulares ya casi me había olvidado del hecho.
Es increíble como nos acostumbramos a esta intensidad de noticias, y eso que no contamos cosas como las peleas entre el presidente y el ex presidente. Veremos qué nos depara esta semana que está por comenzar.
Nota: Había links a todas las notas, pero el automod me bloqueó el primer post.
Edit: Me había olvidado del salame de la semana (para homenajear a Lanata): El premio se lo lleva La Nación por comerse un fake de Messi yendo al Manchester. Muchachos hay que chequear la información.
Edit2: Bullet list para leerlo en el celu
submitted by guillepaez to argentina [link] [comments]

Ya somos 9000! y te das cuenta que queremos apostar contra la economía Americana!!

Ya somos 9000! y te das cuenta que queremos apostar contra la economía Americana!!

Imagen de la película The Big Short
A mis YOLEROS, WARRIORS, TIMBEROS, LONG TERMS, LOS QUE VIVEN EN LA MATRIX... A TODOS!! LLegamos a 9000. Y como siempre para festejar cambiamos la imagen del sub con película y explicación.
Disculpen pero voy a utilizar este espacio común para escribir sobre una experiencia que espero les sirva.
PELI: Esta película The big Short me toca. Lo viví y fue el momento que más me marcó en mi vida como inversor. Ví amigos y conocidos a punto del suicidio. Desempleados. Fue un shock como nunca experimenté, nada que ver con la situación actual. Fueron en realidad dos impactos muy fuertes para los inversores globales de más de 40. El segundo fue el 2001 donde mucha gente que conocí (en el WTC) murió cuando le clavaron los dos aviones. También viví eso...estoy viejo parece.
Intento en este sub, no contar mi experiencia personal pero en esta oportunidad voy a hacer una excepción que espero sirva.
En el 2006, dos años antes de la crisis del 2008, mucha gente sabía del problema de las hipotecas en EEUU. En la película muestran que había un par de iluminados, pero no fue así. El primero que recuerdo que habló del problema fue el Economista en Jefe del DB en Alemania. Si bien lo hizo para un grupo de inversores reducido, la información trascendió. Durante casi 2 años participe de grupos, con yankies principalmente, donde se hablaba de esto. Los europeos la tenían clara. Los yankies estaban totalmente ciegos.
RECOMENDACIÓN 1: Si quieren entender que pasa en EEUU lean también que piensan sus aliados comerciales. El DB tiene research gratuitos online https://www.dbresearch.com/PROD/RPS_EN-PROD/Deutsche_Bank_Research__economic_cyclegrowth_trends_economic_policy/RPSHOME.alias
Un día en el 2007 un pariente, con 25 años y viviendo con "papeles provisorios o de mochilero" en el gran país del norte, me dice que se había comprado con crédito un depto con vista al mar de 150 m2. Estaba pagando algo así como 1000 usd de alquiler y con 1200 se "compraba uno nuevo".
Para mí fue confirmación del problema hipotecario.
RECOMENDACIÓN 2: Cuando analicen la economía, vean que consume y de qué forma la gente. compran Tesla en cuotitas y sin ingresos?, se patinan el sueldo en altas llantas cuando no tienen para llegar a fin de mes?. También cuando vean movimiento de gruas, trenes, etc. la economía, podemos intuir, que funciona. Es ridículo pensar por ej. que las petroleras van a despegar o que las empresas Argentinas van a crecer cuando la actividad está parada. Puede tener un pequeño rebote, pero eso es para traders no para inversores.
Donde trabajaba apostamo al colapso y personalmente lo hice también. Ganamos y en un momento gané muchísimo apostando en corto.
Había trabajado durante años con Pain Weber, Merrill Lynch y Lehman Brothers. Tremendos profesionales, super serios... y en el 2008 todos los empleados patitas a la calle de un día para otro. Empresas como General Motors, Ford, etc...."""estatizadas"" en un país supuestamente capitalista. Reaseguradoras muertas
La vi venir perfecto y lo confirmé antes de apostar. El Dow desde los 14000 hasta los 9000 lo agarré en corto...hermoso. En los 9000 pensé que se cortaba. Cambié de posición sin verificar. Llegó a los 6500 y me hizo percha. No fuí el único. Ray Dalio por ej. uno de los mejores inversores del mundo casi funció. Lean a Dalio tiene mucho que aportar.
Pensé, esto es el fin del mundo. Realmente parecía el fin del capitalismo con bancos y empresas históricas en quiebra.
RECOMENDACIÓN 3: Nunca!!! repito Nunca!!! intenten adivinar la tendencia del mercado y por tanto adelantarse. Todos creemos que hoy la bolsa está inflada. Bueno. Puede ser. Pero sino hay confirmación sigan la ola.
En el 2008 y por primera vez en la historia la FED decidió imprimir en forma indiscriminada y se compraron empresas para que no mueran. Movida socialista si las hay. Esa movida pensé que le iba a salir mal...me equivoqué.
RECOMENDACIÓN 4: Es muy importante ver lo que hace la FED. Hace poco cambió las metas de inflación. Bueno eso es un dato para los próx. 5 años mínimo.
Si algún otro tiene experiencia sería genial que la comparta. Sigamos construyendo el sub que creo está aportando mucho...especialmente a los más jóvenes.
Good trade my friends!
submitted by valhalaman to merval [link] [comments]

Mi empresa. Auto ayuda - YouTube Empresa Auto Viação Salete - Taió, Santa Catarina Carro o moto con factura de empresa ¿Problemas? ¿Que ... empresa auto gerenciavel - YouTube empresa auto - YouTube

FARE, S.A. was founded in 1986. Our main activity is the sale and distribution of rubber and rubbermetal parts for the automotive industry. With over 30 years of industry experience, we know every one of the peculiarities of the various markets, which gives us an advantage and a guarantee for the future. Aptiv is a global technology company that develops safer, greener and more connected solutions, which enable the future of mobility. A História da Auto Açoreana, inicia-se nos anos 80, quando Rui Câmara, Sócio-Gerente, cria a empresa Auto Reparadora Ribeira-Grandense , uma empresa Multi-Marca de Reparação e Manutenção de Viaturas. Em 1993, aceita o desafio e é nomeado Reparador Autorizado Toyota passando a ser Concessionário desta prestigiada marca em 1998. Krafft, empresa lider en el sector del recambio y reparación del automóvil. La experiencia e historia en el sector avalan nuestra calidad. Autodesk makes software for people who make things. If you’ve ever driven a high-performance car, admired a towering skyscraper, used a smartphone, or watched a great film, chances are you’ve experienced what millions of Autodesk customers are doing with our software.

[index] [4773] [7581] [3947] [5721] [508] [68] [4600] [6989] [3668] [1900]

Mi empresa. Auto ayuda - YouTube

Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. En este video explico un poco los inconvenientes de los carros con factura de empresa y porque algunas personas no los quieren o los quieren pagar más baratos. Enjoy the videos and music you love, upload original content, and share it all with friends, family, and the world on YouTube. Empresa Auto Viação Salete - Taió, Santa Catarina.

http://forex-turck.mininghash.pw